17/06/2019

carros testados e avaliados

Como vimos em “A propaganda é a alma do negócio” da semana passada o cinema pode ser a fonte de propagandas que trazem a ideia original ou fato ocorrido em um determinado filme sem nenhuma alteração e mais, ainda pode trazer o próprio ator ou atriz, na mesma situação da ideia original do filme.

 

Esta semana continuaremos a mencionar o cinema, entretanto dessa vez vamos abordar a propaganda que traz não apenas a ideia original ou fato ocorrido em um determinado filme mas a propaganda cujo protagonista não é um ser humano mas sim o próprio carro, assista:

No trecho que acabamos de assistir o personagem Bumblebee no filme Transformers fica irritado com a personagem Mikaela protagonizada pela atriz Megan Fox a qual nesse trecho do filme o chama de “piece-of-crap”, algo como uma porcaria, que na dublagem em português ficou assim: – Se ele é supostamente como um robô super-avançado, por que se transforma nesse Camaro que é uma lata velha?

 

A propaganda a seguir explora esse suposto mau humor de Bumblebee que ao ser insistentemente fustigado toma uma atitude enérgica e inesperada. Confira:

Como foi possível observar, sob um excelente truque de computação gráfica óbvio, Bumblebee se livra, assim como no filme, dos “indesejáveis” bem rapidamente.

 

E a pergunta da vez, é:

 

Você gostaria de ter um carro que dirije sozinho ou que tenha vontade própria em sua garagem?

 

Obviamente que tão cedo não teremos carros que se transformam em robôs com vontade própria como no filme. Entretanto a automação veicular é uma realidade, já temos veículos autônomos circulando pelas ruas do planeta e muitas montadoras estão testando seus protótipos de veículos autônomos que dirigem sozinhos.

 

Polêmicas a parte o que talvez seja preciso garantir é que essas máquinas cada vez mais “independentes” não sejam tão inteligentes e autônomas a ponto de um dia se virarem contra nós, seres humanos. E que no futuro essa hipótese seja como é hoje, que se limite apenas ao cinema.

 

Ricardo Rico

 

Artigo anterior:

A propaganda é a alma do negócio – IV

 

Vídeos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos

Nosso Feed