23/07/2019

carros testados e avaliados

Salve galera do Avalia Carros!

 

Férias chegando e logo pinta aquela vontade de viajar. Isso é ótimo!

E aqui vão algumas dicas que a equipe do site preparou para você, principalmente para quem pretende alugar um carro.

 
alugando carro nas férias

 

1 – Alugue um carro que atenda suas necessidades

Quem aluga um carro para trabalhar ou apenas deseja ir do ponto A para o B pode se satisfazer com um 1.0 basicão e peladão. Mas quem está em viagem de férias deve pensar na família e nas necessidades de todos. Potência do carro, espaço para passageiros e bagagem, ar condicionado, central de multimídia e outras “frescuras” podem evitar que sua viagem vire uma dor de cabeça.
Mas atenção, quando você reserva um carro você está contratando uma categoria, portanto se não houver muitas opções diferentes no pátio, infelizmente você terá que ficar com o que a locadora tiver disponivel no momento da retirada.

 

2 – Opte por quilometragem livre

Parece óbvio, mas em muitos casos as locadoras para atrair mais clientes divulgam preços de locação bem baratos e é ai que está a armadilha, muitas vezes preços bem baratos de diária de locação não embutem a quilometragem livre. Preste atenção nisso, muitas vezes uma diária com preço muito em conta pode estar cobrando a quilometragem que será rodada com o veículo.
Existem dois modelos básicos de cobrança, aquele que começa a cobrar a quilometragem rodada desde o primeiro quilômetro rodado e aquele que te dará uma franquia, normalmente de 100 km rodados por diária, passando a cobrar pelos quilômetros rodados que passarem desse limite.
Essa é uma opção muito acertada quando você tem certeza que rodará muito pouco com o carro locado, para ir a um casamento em um raio de até 50 km de distância do seu ponto de partida e aquele de devolução do carro por exemplo, pois normalmente sai mais em conta alugar com cobrança de quilômetros rodados quando se roda menos de 100 km, o que não é o caso se você for viajar com o carro. Então lembre-se, em viagens opte pela tarifa com quilometragem livre, pois apesar de ser mais cara na contratação, no final do contrato se mostrará bem mais econômica.
Agora, se para onde você for viajar, lá no destino o carro rodará pouco ou ficará parado por dias, de repente compensa alugar com a tarifa de 100 km de franquia por diária. Vamos supor que você alugue o carro por 7 dias, você terá 700 km de franquia, se a sua viajem for de pouco mais de 200 km por exemplo (400 km ida e volta), você ainda terá 300 km livres de cobrança para rodar no destino, de repente compensa.

 

3 – Custo total do carro

A maioria das pessoas escolhe o carro com o menor valor de locação. Mas isso não garante que o custo final será o menor. Se você escolher um carro mais beberrão, a economia na diária será perdida no posto de gasolina. Prefira um carro menos beberrão, especialmente na estrada.
Nas colunas do Eder Avalia, por exemplo, há 3 testes de carros diferentes e seus consumos em estrada, sendo todos testados com Etanol.

– Chevrolet Ônix 1.0 LT –> 10,50 Km/l, sem uso do ar condicionado.

– Ford Ka+ 1.5 SE –> 11,30 Km/l, sem uso do ar condicionado.

– Renault Sandero 1.0 Expression –> 10,20 Km/l, sem uso do ar condicionado.

Perceba que a diferença de um carro que bebe mais (Sandero) e bebe menos (Ka) é de 10,7%. Então se você projetar um consumo de uns R$ 300,00 de combustível com um Sandero, poderá economizar aproximadamente R$ 32,00. Sem contar que o Ka 1.5 é muito mais potente para andar com carga máxima (passageiros + bagagem).

Você confere o ranking dos carros testados pelo Eder, clicando aqui

 

4 – Escolhendo a locadora

A mesma lógica do item 1 se aplica na hora de procurar uma locadora. Uma economia de alguns reais pode virar um transtorno. E nem sempre a locadora mais famosa terá o melhor serviço. Tente escolher uma locadora que você conheça fisicamente. Caso não seja possível, use a internet (e os sites de reclamações de consumidores) para se informar sobre a empresa e os veículos que ela aluga. De todo modo, as locadoras maiores e mais tradicionais costumam ter um bom equilíbrio entre produto e preço.

 

5 – Um modelo mais sofisticado?

Quase ninguém pensa nisso, mas as férias podem ser o momento ideal para andar alguns dias com um carro mais sofisticado. Seja um carro que você não pode comprar, seja um que você pretende comprar no futuro. O preço da locação? Se você ficar atento e buscar ofertas, é possivel alugar um carro mais luxuoso por um preço bem razoável. Talvez pelo dobro da diária de um basicão. E não custa lembrar, você já vai gastar X com a locação, a diferença será o outro X. Ou mais didaticamente, a diferença entre os dois modelos. Sem contar que é férias e essas merecem um carro mais sofisticado, afinal, de repente, você já passou o ano inteiro andando de carro básico ou dependendo, nem isso. Então, ao menos nas férias, você merece.

 

6 – Tanque, qual combustível escolher?

Novamente a matemática é quem manda. Faça uma pesquisa rápida sobre o consumo dos veículos que tem à disposição. Pesquise se para a região que você vai viajar é mais vantajoso utilizar Etanol ou Gasolina. Por exemplo, se você for para a região de Santa Catarina, o etanol é a pior opção na maioria das vezes.
Outra coisa que deve ser levada em conta é a autonomia. Faça um planejamento do trajeto conforme a capacidade máxima de rodagem com um tanque. Há estradas, como a BR-277 que liga Curitiba a Foz do Iguaçu que tem trechos muito longos sem paradas disponíveis, em especial se estiver viajando à noite.
Outra dica importante: se a gasolina for o combustível mais vantajoso do ponto de vista do consumo e por consequência o escolhido, no momento da devolução do carro à locadora opte sempre pelo etanol, lembre-se: mesmo que seja desvantajoso do ponto de vista do consumo encher o tanque com etanol é sempre mais barato e afinal não será você que utilizará o etanol que você colocará no tanque mas sim o próximo locatário.

 

7 – Pneus e calibragem

Fique atento às condições dos pneus antes de retirar o carro da locadora. Pneus carecas podem colocar a sua vida, da sua família e a dos outros em risco. Confira a calibragem dos pneus conforme fabricante. Você encontra estes dados no manual ou etiqueta adesiva que normalmente se encontra na tampa do tanque de combustível ou na soleira da porta do motorista.
Verifique também as condições climáticas, em especial agora no verão que costuma haver pancadas fortes de chuva subitamente. Se não sentir segurança ao rodar em condições adversas, pare o carro num local seguro e aguarde melhorar as condições.

 

8 – Seguro do carro

Um item indispensável é o seguro. As locadoras fornecem sempre dois tipos de seguros, ou até mais opções.

–> Seguro básico: É um seguro que normalmente cobre colisões e roubo, mas somente do carro alugado. Sua franquia costuma ser determinada conforma categoria do veículo.

–> Seguro contra terceiros – É um seguro que normalmente cobre colisões e roubo do carro alugado, e além disso cobre danos à terceiros. Sua franquia costuma ser determinada conforma categoria do veículo

Os valores de seguro são cobrados à parte e por diária contratada, portanto você deve considerar este custo além do valor anunciado da categoria.

 

Outras dicas valiosas na hora de alugar um carro estão no checklist que a equipe do Avalia Carros preparou para você. Está recheado de informações e se encontra aqui

 

Grande abraço!
Equipe Avalia Carros
Eder Matias, Tony e Ricardo Rico

 

Notícias

2 thoughts on “Dicas de Locação de Carro nas Férias”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos

Nosso Feed