18/12/2017

carros testados e avaliados

Comparativo | Polo | 1.6 MSI x 200 TSI Highline
Avaliando | Polo 1.6 MSI | Test Drive
Crash Test | Latin NCAP | KWID
Avaliando o etanol | Shell | Petrobrás | Ipiranga
Avaliando | Polo 1.6 MSI | Parte interna e externa
Arrow
Arrow
Slider
Teste de consumo com três gasolinas diferentes: V-Power da Shell, Grid da Petrobrás e DT Clean da Ipiranga
K. Brito Brito

 

O canal K. Brito Brito elaborou um teste de consumo com o etanol comum de três bandeiras diferentes: Shell, Petrobrás e Ipiranga.

 

Condições do teste:

O carro utilizado na avaliação foi um Fiat Dobló 2008 HLX 1.8 (motor GM) que rodou 100% em perímetro urbano, com tempo bom e temperatura média em torno de 30ºC com ar condicionado a pleno e meia carga (lotação média de 3 pessoas).

 

Avaliação do Consumo de Etanol:

Foram abastecidos quatro tanques de cada marca. Os pneus eram calibrados todas as semanas seguindo a calibragem recomendada pelo fabricante e os abastecimentos dos quatro tanques foram realizados todos no mesmo posto de cada uma das três bandeiras respectivas. A intenção do teste não era comparar o desempenho do etanol com gasolina, mas apenas verificar qual das bandeiras apresentava melhor custo/benefício com relação ao etanol comum.
Confira o teste:

 

 

Como pudemos observar no vídeo, o Brito fez algumas contas importantes. Aprofundei os cálculos e verifiquei o Custo Por Quilômetro Rodado sobre os abastecimentos o que permitiu constatar que apesar do custo para abastecimento dos 4 tanques ter sido maior no posto de bandeira Ipiranga, os quais totalizaram R$ 725,35, o etanol comum da Ipiranga se mostrou o melhor das 3 bandeiras testadas pois permitiu a maior autonomia entre eles com 924 km rodados, confira:

 

Shell – 4 tanques com etanol comum
1º 3,8 km/l – 56,5 litros – R$ 186,01 (215 km)
2º 4,0 km/l – 53,8 litros – R$ 176,91 (215 km)
3º 3,8 km/l – 55,0 litros – R$ 180,91 (209 km)
4º 4,0 km/l – 49,2 litros – R$ 161,80 (197 km)
Média 3,9 km/l – 214,5 litros consumidos – Preço médio R$ 3,29 o litro
Gasto total para os 4 tanques: R$ 705,63 (836 km rodados)
Custo por km rodado: R$ 0,84

 

Petrobrás – 4 tanques com etanol comum
1º 3,7 km/l – (49,8 litros) – R$ 167,79 (181 km)
2º 3,8 km/l – 55,6 litros – R$ 182,86 (211 km)
3º 4,1 km/l – 54,0 litros – R$ 177,50 (221 km)
4º 4,1 km/l – 56,0 litros – R$ 184,08 (230 km)
Média 3,9 km/l – 215,4 litros consumidos – Preço médio R$ R$ 3,29 o litro
Gasto total para os 4 tanques: R$ 712,23 (843 km rodados)
O menor custo total com a maior autonomia da avaliação.
Custo por km rodado: R$ 0,84

 

Ipiranga – 4 tanques com etanol comum
1º 4,6 km/l – 55,8 litros – R$ 183,95 (257 km)
2º 4,1 km/l – 55,5 litros – R$ 183,09 (231 km)
3º 4,0 km/l – 56,4 litros – R$ 186,03 (226 km)
4º 4,0 km/l – 52,5 litros – R$ 172,28 (210 km)
Média 4,2 km/l – 220,2 litros consumidos – Preço médio R$ 3,29 o litro
Gasto total para os 4 tanques: R$ 725,35 (924 km rodados)
Custo por km rodado: R$ 0,79

 

Dessa forma fica comprovado os dois principais benefícios de se calcular o Custo por KM Rodado: a economia para o bolso e sobretudo descobrir o melhor Custo x Benefício para o seu veículo. Sim, porque no final das contas o que importa de verdade não é o quanto se gasta com o combustível mas o quanto se roda com esse gasto. Não adianta pagar barato no litro de etanol se este não se transformar em uma melhor autonomia. Fica como se diz no velho ditado: o barato sai caro. O cálculo do Custo por Quilômetro Rodado pode provar que muitas vezes um litro de etanol mais caro permite que seu carro vá mais longe o que no final das contas vai representar economia.

 

No final do vídeo ainda tem, de forma simplificada, o que as três bandeiras oferecem em seus programas de fidelidade, incluindo uma simulação de quantos pontos de cada bandeira o consumidor obteria com o etanol, nesse nível de consumo, caso rodasse 10.000 km, bem como exemplos de produtos ou serviços que poderiam ser adquiridos usando os pontos dos programas de fidelidade de cada bandeira.

 

É isso ai pessoal, até a próxima!

 

Ricardo Rico
Membro da equipe Avalia Carros, Ricardo Rico é Instrutor de Trânsito formado pelo CEVAT credenciado pelo DETRAN/SP e também é DOV – Despachante Operacional de Voo.

 

O Brito já fez esse mesmo tipo de avaliação antes, quando testou as gasolinas aditivadas destas mesmas bandeiras. O artigo com os cálculos mais detalhados – e que gerou um bom número de visualizações – já foi publicado no nosso site.
Se você quiser conferir acesse:

Avaliando as gasolinas | V-Power | DT Clean | Grid

 

O Avalia Carros é uma iniciativa independente e como tal está aberto às propostas de negociação para parcerias de colaboração e publicidade, caso seja de seu interesse deixe recado nos comentários que entraremos em contato.
Equipe Avalia Carros

Artigos Relacionados

Rico Avalia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Categorias

Arquivo

Enquete

Qual tipo de carro você prefere?
  • Sua opção

Nosso Feed