02/04/2020

carros testados e avaliados

Avaliando o custo de se manter um Volkswagen GOL CL 1.8 1989
Volkswagen GOL CL 1.8

 

Chegamos na última parte, a parte superior, a terceira parte da trinca, aquela que começa debaixo do suporte da bateria na parede corta-fogo e vai até a emenda com a cúpula do túnel que encobre a caixa de engrenagens. Acompanhe as imagens abaixo:

 

 

Consertando trincas na plataforma de gol quadrado

 

Como feito anteriormente com as duas primeiras partes, o local foi raspado e limpo, na sequência foram feitos cálculos de quantos parafusos seriam necessários para a peça do kit de reparo cumprir eficientemente o seu papel. Para a solução desta última parte da trinca foi utilizada a terceira peça do kit de reparo. A espessura da chapa é de 2 milímetros, o dobro da espessura da chapa original do carro. Após ser aplicado fundo anticorrosão e ser pintada a peça foi instalada no lugar devido, acompanhe:

 

 

Para dar suporte às 3 peças instaladas pelo lado de fora da parede corta-fogo e no túnel que encobre o câmbio foi preciso instalar as últimas duas peças do kit de reparo por dentro do carro logo abaixo do painel por baixo do carpete, confira na imagem abaixo:

 

 

E assim terminou o conserto da famigerada trinca da plataforma do carro. Foi desta forma que o carro permaneceu por pelo menos 20 dias parado (de 6 a 26 de dezembro de 2019) sem câmbio e sem motor até que o problema fosse solucionado a contento. Esse foi o principal motivo pelo qual o carro ficou tanto tempo estagnado. Posteriormente foi aplicado um material para acabamento conforme imagem a seguir:

 

 

Todo esse trabalho foi apenas para consertar o que estava avariado e colocava em risco a estrutura do carro. Depois de tudo terminado, um outro amigo alertou: – Se não for feito nada para impedir que o problema volte outra trinca aparecerá desta vez em local diferente porque a sobrecarga permanece, as forças que causaram a trinca continuam atuando. Perguntado sobre qual seria então a melhor solução ele indicou uma barra anti-torção que fechasse o agregado unindo em suas pontas as duas longarinas do carro. Essa barra anti-torção como o próprio nome já diz evita esforços excessivos na carroceria do veículo ajudando a prevenir novas rachaduras. Desta forma resolvemos seguir o conselho e instalamos a tal barra anti-torção, conforme imagem a seguir:

 

 

E assim termina a saga da trinca, com uma blindagem que dificilmente permitirá o surgimento de novas rachaduras e uma barra anti-torção para complementar o trabalho e garantir o reforço necessário na estrutura do carro.

 

É isso ai pessoal, até a próxima!

 

Ricardo Rico
Membro da equipe Avalia Carros, Ricardo Rico é Instrutor de Trânsito formado pelo CEVAT credenciado pelo DETRAN/SP e também é DOV – Despachante Operacional de Voo.

 

Quer saber como foi a descoberta da trinca da plataforma do Gol CL 1.8?
Acesse:

Avaliando | Volkswagen GOL CL 1.8 | Por que está tanto tempo parado?

 

O Avalia Carros é uma iniciativa independente e como tal está aberto às propostas de negociação para parcerias de colaboração e publicidade, caso seja de seu interesse deixe recado nos comentários que entraremos em contato.
Equipe Avalia Carros

 

Rico Avalia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos

Nosso Feed