26/09/2021

carros testados e avaliados

Avaliando o Onix Joy modelo 2020
Chevrolet Onix Joy 1.0

 

No Natal precisei de um carro para ir a São Caetano do Sul/SP e o veículo locado foi novamente um Chevrolet Onix Joy com motor 1.0 mas pela primeira vez com a frente atualizada. E este foi o carro com a maior quilometragem rodada já alugado até hoje por mim, desde que o site Avalia Carros estreou a 4 anos e 4 meses atrás em setembro de 2016. (consulte a lista com todos os carros já testados clicando aqui) Dessa vez fiz reserva com antecedência então não houve problemas em encontrar um carro neste feriado. Foram 1.361 km rodados, vamos aos detalhes:

 

Condições do teste:

O período de locação foi do dia 23 a 29 de dezembro, o carro rodou em perímetro urbano nas cidades de São Paulo/SP, São Caetano do Sul/SP e Belo Horizonte/MG com sol entre nuvens, e as vezes com tempo chuvoso e temperatura média em torno de 23ºC e dessa vez não enfrentou trânsito pesado em nenhum momento apenas chuva leve e as vezes pesada em alguns trechos da rodovia BR-381 Fernão Dias.

 

Viajando para São Caetano do Sul:

 

> Sai de Belo Horizonte as 5h05 pelo Anel Rodoviário Celso Mello Azevedo.
+ 1:06min
> As 6h11min passei pelo 1º pedágio em Itatiaiuçu/MG no KM 546. São 8 pedágios até São Caetano do Sul todos na BR-381 Rodovia Fernão Dias sendo todos pertencentes a concessionária Autopista Fernão Dias e todos no valor de R$ 2,30. Neste pedágio aconteceu uma curiosidade, uma atendente pediu que fosse dado marcha a ré em todos os carros da fila da cabine em que eu estava. Eu perguntei o motivo e ela informou que o motorista do primeiro carro da fila, um Ford Fiesta, estava sem dinheiro para pagar o pedágio. Não pensei duas vezes, desci do carro e fui a pé até a cabine e paguei o pedágio do Fiesta. O motorista me agradeceu, eu desejei um Feliz Natal e ele se foi.
+ 0:32min
> As 6h43min passei pelo 2º pedágio em Carmópolis de Minas/MG no KM 596.
+ 0:12min
> As 6h55min fiz uma parada no GRAAL OLIVEIRA para tomar café da manhã. A parada estava cheia e chovia forte. Aproveitei a parada para consultar o Manual do Proprietário enquanto aguardava a chuva diminuir um pouco e tentar descobrir do que se tratava a mensagem que insistia em aparecer no painel de instrumentos toda vez que era inserida a chave do carro no miolo de contato desde quando peguei o carro na locadora. A mensagem que aparecia era CODE 22 e consultando o referido código no Manual do Proprietário era pedido para verificar a lanterna dianteira direita, e ao verificar a referida lanterna descobri que a mesma encontrava-se queimada conforme imagens abaixo:

 

Avaliando mensagem de erro no painel do Onix Joy

 

Avaliando o código 22 no Manual do Proprietário do Onix Joy

 

Avaliando a lanterna dianteira esquerda do Onix Joy

 

Avaliando a lanterna dianteira direita do Onix Joy

 

Permaneci 1 hora e 10 minutos parado, saindo as 8h05min
+ 0:30min
> As 8h35min passei pelo 3º pedágio em Santo Antonio do Amparo/MG no KM 659
+ 0:47min
> As 9h22min passei pelo 4º pedágio em Carmo da Cachoeira/MG no KM 733
+ 0:43min
> As 10h05min passei pelo 5º pedágio em São Gonçalo do Sapucai/MG no KM 804
+ 0h21min
> As 10h26min fiz uma parada no GRAAL BELA VISTA em São Sebastião da Bela Vista/MG para esticar as pernas e fazer um lanche. Permaneci 50 minutos parado, saindo as 11h16min.
+ 0:34min
> As 11h50min passei pelo 6º pedágio ainda no Estado de Minas Gerais que fica em Cambuí no KM 902.
+ 0:39min
> As 12h29min passei pelo 7º pedágio este já no Estado de São Paulo que fica em Vargem no KM 007

 

+ 0:20min
>De repente aconteceu um fato inesperado, eu não estava monitorando o consumo de combustível porque como o carro era um Onix Joy e este já foi aprovado 2 vezes no Desafio dos 600km eu estava tranquilo. Entretanto o carro abriu reserva ainda na cidade de Bragança Paulista/SP, antes mesmo de chegar em Atibaia/SP. Desta forma eu precisei abastecer o carro ainda na rodovia e bastou passar por Atibaia/SP para o carro não informar mais o odômetro parcial, aparecia apenas uma mensagem “COMB” avisando que eu deveria parar para abastecer.

 

+ 0:11min
> Assim que avistei a cidade de Mairiporã/SP sai da rodovia e parei no primeiro posto que vi. Era um posto Ipiranga. Parei as 13h00 e sai do posto as 13h16 com o tanque cheio de etanol.

 

+ 0:03min
> Por fim, as 13h19 passei pelo 8º e último pedágio em Mairiporã/SP no KM 066.
+ 0:58min
Cheguei em São Caetano do Sul as 14:17min totalizando 9 horas e 12 minutos de viagem. Descontando 2 horas que permaneci parado nos dois pontos de parada mais 16 minutos no posto para abastecimento do carro e a viagem durou ao todo 6 horas e 56 minutos. Sai de Belo Horizonte com 43.896 km marcados no odômetro do carro e cheguei com 44.503 km, ou seja, rodei 607 km. Uma média de 87,5 km/h.

 

Total gasto com pedágio: R$ 18,40 + R$ 2,30 do Ford Fiesta

 

Voltando para Belo Horizonte:

 

> Sai de casa as 5h05min em direção à BR-381 Rodovia Fernão Dias
+ 0:43min
> As 5h48min passei pelo 1º pedágio em Mairiporã/SP no KM 065. Todos os pedágios nessa rodovia pertencem a concessionária Autopista Fernão Dias e são todos no valor de R$ 2,30
+ 0:35min
> As 6h23min passei pelo 2º pedágio ainda no Estado de São Paulo que fica em Vargem no KM 007.
+ 0:35min
> As 6h58min passei pelo 3º pedágio já no Estado de Minas Gerais que fica em Cambuí no KM 902
+ 0:39min
> As 7h37min fiz uma parada no GRAAL BELA VISTA em São Sebastião da Bela Vista, que na volta para Belo Horizonte fica do outro lado da rodovia, para esticar as pernas e fazer um lanche. O retorno para acessar o GRAAL aumenta a quilometragem da viagem de volta em 8 km. Permaneci 32 minutos parado, saindo as 8:09min.
+ 0:23min
> As 8h32min passei pelo 4º pedágio em São Gonçalo do Sapucai/MG no KM 804
+ 0:40min
> As 9h12min passei pelo 5º pedágio em Carmo da Cachoeira/MG no KM 733
+ 0:32min
> As 9h44min fiz uma parada no GRAAL SHOPPING para esticar as pernas. Permaneci 30 minutos parado, saindo as 10:14min
+ 0:18min
> As 10:32min passei pelo 6º pedágio em Santo Antonio do Amparo/MG no KM 659
+ 0:35min
> As 11:07min passei pelo 7º pedágio em Carmópolis de Minas/MG no KM 596
+ 0:31min
> As 11h38min passei pelo 8º e último pedágio em Itatiaiuçu/MG no KM 546

 

+00:46min
> Ao acessar a avenida Babita Camargos, ainda em Contagem/MG, o carro pedia abastecimento e novamente parou de informar o odômetro parcial, aparecia apenas uma mensagem “COMB” avisando que eu deveria parar para abastecer. Confira:

 

Avaliando o painel de instrumentos do Onix Joy

 

Parei para abastecer em um posto Ipiranga as 12h24 e sai do posto as 12h32 com o tanque cheio de etanol.

 

+00:19min
Cheguei em Belo Horizonte, no bairro do Ipiranga, as 12:51min. Totalizando 7 horas e 46 minutos de viagem. Descontando 1 hora e 2 minutos que permaneci parado nos dois pontos de parada, mais 8 minutos parado no posto de combustível e a viagem durou 6 horas e 36 minutos. Sai de São Caetano do Sul com 44.611 km marcados no odômetro do carro e cheguei com 45.228 km, ou seja, rodei 617 km. Uma média de 93,5 km/h. Já considerando os 8 km a mais que eu rodo na viagem de retorno para acessar o GRAAL BELA VISTA, em São Sebastião da Bela Vista, que na volta para Belo Horizonte fica do outro lado da rodovia.

 

Total gasto com pedágio na volta: R$ 18,40

 

A avaliação do carro em números:

 

Custo efetivo da locação: A locação do veículo ficou em R$ 1.353,00 sendo 6 diárias de R$ 180,00 cada uma e mais 6 proteções básicas (roubo/furto/colisão/incêndio) de R$ 25,00 cada uma, mais taxa de serviço de R$ 123,00. Total de R$ 0,99 por quilômetro rodado uma vez que foram rodados 1.361 km com o carro. Retirei o carro na LOKAMIG com 43.881 km e devolvi com 45.242 km. Veículo de cor preta, grupo C

 

Quanto a locadora, foi a primeira vez que aluguei carro na LOKAMIG https://lokamig.com.br locadora que eu vim a conhecer apenas depois de vir morar em Belo Horizonte. E algumas coisas foram bem estranhas, mesmo para um veterano em alugar carros como eu, confira:

 

1 – Logo no primeiro contato com a atendente ela te assusta tentando te vender uma proteção extra de R$ 15 com a desculpa de que com a proteção simples de R$ 25 (que eu optei) você ter que pagar 10% do valor de um carro ZERO KM em caso de avaria no carro locado, absurdo pois o carro locado tinha mais de 40 mil km rodados. Achou esquisito? Pois saiba que em caso de furto, roubo, incêndio ou perda total a participação sobe para 20% do valor do carro ZERO KM. Tudo descrito em contrato o qual eu acredito que não tenha validade jurídica. No fim das contas é uma artimanha para aumentar o valor do contrato que a meu ver já estava bem salgado, em uma situação normal R$ 1.353,00 seriam suficientes para alugar um carro por um mês e não por apenas 6 dias. Por isso não cedi a pressão, mantive a proteção básica mesmo. Achei muita desfaçatez com o cliente ainda mais na primeira locação.

 

2 – Apesar de estar sujeito a pagar um possível prejuízo em valores baseados no preço do carro ZERO KM na realidade além de muito rodado o carro ainda fedia a cigarro, o tecido do assento do banco do motorista estava se puindo querendo rasgar e o disco de fricção da embreagem estava precisando ser trocado. O carro estava prestes a ficar parado na rua por falta de tração devido a embreagem gasta. Eu sei disso porque a embreagem estava “alta” demais e o carro só começava a andar quando o pedal da embreagem estava completamente “não acionado”. Inclusive foi preciso regular o banco do motorista para a posição mais afastada possível para poder controlar a embreagem decentemente para não parecer um novato ao volante que não sabe o ponto certo da embreagem. Inclusive durante a viagem para São Caetano do Sul e na volta para Belo Horizonte em alguns momentos a rotação do motor do carro subia do nada sem intervenção minha e não havia a correspondência em velocidade do carro, ou seja, a embreagem do carro já estava “patinando” em alguns momentos.

 

3 – Pensou que acabou o rol de esquisitices? Não acabou não. Nesta locadora além de ter que assinar um termo me responsabilizando por possíveis multas por infração de trânsito (nas demais é suficiente você assinar o contrato de locação que já possui cláusula que versa sobre esse tema) você ainda precisa assinar um termo de responsabilidade pelas revisões do carro. Sim, caro leitor, caso você alugue um dos carros da locadora que estiver próximo da revisão a responsabilidade é sua, outra esquisitice sem tamanho. Demonstra falta de controle da locadora sobre os prazos de revisões dos carros. Por exemplo: Me fizeram assinar o tal termo mas quando eu fui conferir o Manual do Proprietário do carro a revisão já tinha passado do prazo. Me alugaram um carro com quase 44 mil km rodados sendo que a revisão dos 40 mil não foi realizada, a última revisão realizada naquele carro foi a de 30 mil km em 30 de julho de 2020, confira:

 

Avaliando revisão de 40 mil km do Onix Joy

 

Avaliando a revisão de 30 mil km do Onix Joy

 

Conclusão: Se a revisão dos 40 mil quilômetros tivesse sido realizada de acordo com o Manual e no prazo correto, provavelmente o carro não estaria com o disco de embreagem totalmente gasto e a lâmpada da lanterna dianteira direita não estivesse queimada. Resumindo, o primeiro contato com essa locadora não foi dos melhores.

 

Consumo efetivo apurado: Não conferi o abastecimento da locadora desta vez pois este carro já foi previamente aprovado no Desafio dos 600 km e o marcador de combustível do painel acusava tanque cheio.

 

Como informado anteriormente ainda na rodovia Fernão Dias foi preciso abastecer o carro, parei no posto Ipiranga localizado na Rua Odorico B da Silva, 77 – Centro – Mairiporã – SP para abastecer e entraram 51,4 litros de gasolina no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 164,33 com o etanol a R$ 3,199 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 44.460 km, ou seja, eu rodei 564 km com o que tinha dentro do tanque (que nunca sabemos o que tem dentro quando pegamos o carro na locadora porque ele já vem com tanque cheio), ainda assim a média foi de 11,0 km/l em percurso 595-M (5% em perímetro urbano com limite máximo de velocidade de 60 km/h e 95% em rodovia com limite máximo de velocidade variável de 80 a 110 km/h, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo).

 

Eu precisei me deslocar para São Paulo duas vezes e quando finalmente voltei para São Caetano do Sul precisei completar o tanque de combustível antes de retornar para Belo Horizonte. Parei para abastecer no LEANDRINI AL POSTO DE COMBUSTÍVEL LTDA – bandeira Ipiranga – localizado na Estrada das lágrimas, 1270 – Jardim São Caetano – São Caetano do Sul – SP e entraram 20 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 68,05 com o etanol a R$ 3,399 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 44.602 km, ou seja, eu rodei 142 km com a etanol que coloquei no tanque de combustível em Mairiporã e a média foi de 7,1 km/l em percurso 100-M (100% em perímetro urbano com limite máximo de velocidade de 50 km/h, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo). CQR = Custo por Quilômetro Rodado com etanol rodando 100% na cidade: R$ 0,45 por KM rodado.

 

Como já relatado anteriormente decidi abastecer o carro antes de chegar em Belo Horizonte, no abastecimento no Posto VILA MARIA DIAS LTDA – bandeira Ipiranga – localizado na Avenida Babita Camargos, 1330 – Loja A – Cidade Industrial – Contagem – MG entraram 49 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 155,12 com o etanol a R$ 3,165 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 45.210 km, ou seja, eu rodei 608 km com o etanol que coloquei no tanque de combustível em São Caetano do Sul e em Mairiporã e a média foi de 12,4 km/l em percurso 595-M (5% em perímetro urbano com limite máximo de velocidade de 50 km/h e 95% em rodovia com limite máximo de velocidade variável entre 80 e 110 km/h, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo). CQR = Custo por Quilômetro Rodado com etanol rodando 95% em rodovia: R$ 0,27 por KM rodado.

 

E o cálculo total do consumo ficou assim então: Gastei R$ 387,50 com combustível, rodei 1314 km e o carro consumiu 120,4 litros, uma média de 10,9 km/l (custo de R$ 0,30 por quilômetro rodado com combustível)

 

Não foi preciso escolher com qual combustível abastecer o carro no momento da devolução à locadora, afinal o carro era flex e nesse caso não há o que pensar, a regra é abastecer sempre com o combustível mais barato pois quem irá utilizá-lo será o próximo locatário.

 

O consumo segundo o INMETRO: Para o INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, esse é um veículo de índice A na Comparação Relativa na Categoria e na Comparação Absoluta Geral é índice B, ou seja, para o INMETRO ele é um veículo eficiente do ponto de vista do consumo de energia.

Consumo de 8,8 km/l na cidade e 10,3 km/l na rodovia para etanol

Consumo de 12,8 km/l na cidade e 14,7 km/l na rodovia para gasolina

 

Tabela de consumo do INMETRO 2020 completa e atualizada.
Este veículo possui o selo CONPET de eficiência energética. Para consulta: (clique aqui)

 

Conferindo a calibragem dos pneus: Os pneus 185/70 R14 pediam 35 psi para todos os pneus. Conferi a calibragem quando cheguei em São Caetano do Sul e havia apenas um com diferença maior do que 1 psi para mais ou para menos da calibragem recomendada no Manual do Proprietário do carro, inclusive o estepe. Quase todos se encontravam relativamente calibrados, exceto o traseiro esquerdo que estava com 28 psi. Depois de rodar por São Paulo e no momento do abastecimento para retornar a Belo Horizonte conferi a calibragem novamente e o pneu traseiro esquerdo voltou a estar com apenas 28 psi, era óbvio que havia um vazamento, mínimo mas havia, afinal o pneu havia perdido 7 libras em 3 dias. Não havia como consertar este pneu em São Caetano afinal era um domingo, emenda do feriado de Natal e não encontrei nenhuma borracharia aberta. A solução foi viajar de volta para Belo Horizonte e deixar para consertar o pneu na capital mineira na segunda-feira dia 28 de dezembro já que eu devolveria o carro à locadora apenas na manhã do dia seguinte. Até procurei a borracharia para conserto do pneu entretanto não foi encontrado nenhum elemento perfurante e nenhum furo, e pasme, nem mesmo foi constatado vazamento pela válvula de calibragem, ou seja, o pneu não foi consertado mas tive que pagar R$ 10,00 pela retirada da roda com o pneu do carro e sua recolocação no lugar.

 

Este evento me fez reparar uma situação inusitada no carro, apesar dele estar com mais de 43 mil km rodados os pneus estavam em boas condições, entretanto eram de marcas diferentes, na frente eram pneus Firestone e na traseira eram pneus Continental, confira:

 

Avaliando os pneus do Onix Joy

 

Avaliando os pneus do Onix Joy

 

Aqui no Avalia Carros já abordamos a importância da calibragem dos pneus ao locar um veículo porque já tivemos vários problemas como esse ao longo de nossas locações, é o ponto FRACO das locadoras sobretudo a Localiza. As locadoras em geral tem dificuldade em manter os pneus calibrados e em boas condições de uso, inclusive criamos um Check List para que o nosso leitor não passe por esse tipo de perrengue no momento da locação (confira clicando aqui).

 

Custo total geral:
> Estacionamento: R$ 9,75
> Borracharia: R$ 10,00
> Pedágios: R$ 36,80 + R$ 2,30 do Ford Fiesta
> Locação: R$ 1.353,00
> Combustível: R$ 387,50
> Custo total: R$ 1.799,35 que divididos pela quilometragem total rodada: 1.361 km perfaz o total de R$ 1,32 por KM Rodado.

 

Isto comprova o que sempre escrevemos aqui: “carro é feito para ser utilizado” e não ficar guardado na garagem (consulte o artigo na íntegra clicando aqui) , desta vez o custo da locação ficou extremamente salgado, em compensação a quilometragem rodada fez o Custo por Quilômetro Rodado cair. É o chamado Custo x Benefício (consulte o artigo na íntegra clicando aqui) se o custo é alto mas o benefício é grande o valor cai. Eu tenho um Gol CL 1.8 que está sendo reformado e impedido de rodar cujo Custo por Quilômetro Rodado é de R$ 1,55 (1 real e 55 centavos por KM rodado) 23 centavos a mais que o Custo por Quilômetro Rodado obtido nesta locação.
Confira os custos por KM rodado do meu Gol CL 1.8 (clicando aqui)

 

Desafio dos 600 km

 

O Onix Joy foi aprovado com louvor pela 3ª vez no desafio dos 600 km, sendo capaz de rodar mais de 600 km seja com etanol, seja com gasolina ou a mistura dos dois em qualquer proporção. Apesar de na ida para São Caetano do Sul e na volta para Belo Horizonte ele abrir a reserva antes de chegar em ambas as cidades, no momento do abastecimento ainda continha pelo menos 3,6 litros de combustível no tanque (quantidade suficiente para chegar em casa) uma vez que o tanque do Onix Joy tem capacidade para 54 litros e no momento do abastecimento entraram 51,4 litros em Mairiporã e 49 litros em Contagem. Este desempenho só foi possível graças ao câmbio de 6 marchas do Onix que mantem a rotação do motor em torno de 3.200 rpm a uma velocidade média de 110 km/h que é o limite de velocidade máxima na maior parte do trecho da viagem. Ponto positivo para o Onix Joy, mesmo sabendo que ele possui um motor de 4 cilindros ultrapassado em relação aos motores modernos de 3 cilindros em linha do próprio Onix inclusive. Com esse carro foi igualado o recorde de autonomia anterior rodando com etanol: 608 km com 49 litros ou 12,4 km/l. Lembrando que segundo o INMETRO o consumo de etanol é de 10,3 km/l na rodovia.

 

E assim termina esta avaliação. É isso ai pessoal, até a próxima!

 

Ricardo Rico
Membro da equipe Avalia Carros, Ricardo Rico é Instrutor de Trânsito formado pelo CEVAT credenciado pelo DETRAN/SP e também é DOV – Despachante Operacional de Voo.

 

O modelo antigo do Onix Joy já foi testado e avaliado anteriormente, quer saber como foi?
Acesse:

Avaliação | Onix Joy | Test Drive Estendido 2

 

O Avalia Carros é uma iniciativa independente e como tal está aberto às propostas de negociação para parcerias de colaboração e publicidade, caso seja de seu interesse deixe recado nos comentários que entraremos em contato.
Equipe Avalia Carros

 

Rico Avalia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos

Nosso Feed