29/05/2020

carros testados e avaliados

Avaliando o custo de se manter um Volkswagen GOL CL 1.8 1989
Volkswagen GOL CL 1.8

 

Quem tem acompanhado a saga do Volkswagen GOL CL 1.8 1989 aqui no nosso site sabe que além de apresentar um alto custo com manutenção o carro está praticamente parado desde o dia 5 de dezembro de 2019, ou seja, a quase 3 meses. E por que será que ele está a tanto tempo parado? No artigo anterior foi explicado que ele encontra-se em processo de funilaria e pintura para retirada e conserto de alguns pontos de ferrugem da carroceria e a previsão agora é que ele retorne ao uso em menos de 1 mês entretanto isso não responde a pergunta do porquê ele estar tanto tempo parado. Vamos explicar agora:

 

Um amigo já havia me falado que os Gol/Voyage/Parati e Saveiro “quadrados” apresentam um problema crônico em suas plataformas, segundo ele os que ainda não apresentaram o tal problema vão apresentar, nas palavras dele: – Dá para dividir em dois grupos: os que tem o problema e os que o terão no futuro, ou seja, é inevitável. Mas afinal de contas, que problema misterioso é este? Trata-se de uma trinca que começa no túnel que envolve a caixa de engrenagens e se alastra para as laterais do carro através da parede corta-fogo do cofre do motor até chegar a um ponto tal que a frente do veículo fique caída e quando chega nesta condição o carro está condenado.

 

Um segundo amigo e este é quem está cuidando da parte mecânica, da funilaria e da pintura do carro, ou seja, é mecânico, funileiro e pintor foi mais longe e explicou o seguinte: – De fato os Gol/Voyage/Parati e Saveiro quadrados tem mesmo esse problema crônico de trinca da plataforma entretanto a plataforma só racha quando o motor é AP 1600, 1800 ou 2000. Nada acontece quando o motor é o refrigerado a ar ou quando é o motor CHT da Ford que equipava os modelos mais simples na época da união da Volkswagen com a Ford chamada de Autolatina – joint venture que existiu de 1 de julho de 1987 a 31 de dezembro de 1995 – porque o CHT da Ford e o refrigerado a ar são motores mais leves e não forçam tanto a estrutura desses carros.

 

Voltando ao nosso Gol CL 1.8 1989, ou seja, quadrado, com motor AP 1800 e fabricado na época da Autolatina, tudo corria muito bem ainda no mês de dezembro passado até que no dia 5 ao levantar o veículo para troca das juntas homocinéticas e amortecedores dianteiros foi observado uma fissura na lataria em forma de “L” que começava na parede corta-fogo logo abaixo do suporte da bateria e se alastrava para a emenda entre a parede corta-fogo e o túnel que envolve o câmbio e corria para dentro do mesmo em um total aproximado de 35 cm de comprimento. Foi um terror descobrir uma trinca tão grande na plataforma do carro mas que por sorte ainda tinha conserto entretanto era preciso agir muito rapidamente para regularizar a situação.

 

 

 

 

 

Desta forma foi preciso “baixar” o motor e o câmbio e pensar em soluções eficientes de como consertar a trinca. Por sorte meu amigo que como eu já disse é mecânico, funileiro e pintor também é mecânico de aeronaves e encontrou a melhor solução para o problema. Segundo ele é o mesmo processo de quando se encontra uma trinca em alguma estrutura de avião. Faz-se um furo no começo e outro no final da trinca para que ela não se alastre mais e pare de continuar caminhando além de providenciar um kit de reparo com chapas mais grossas que a da lataria do carro para consertar a trinca, na aviação isso é vulgarmente chamado de “bacalhau”. Ainda segundo ele simplesmente soldar as partes não resolve, apenas adia o problema pois em pouco tempo a solda se solta ou racha fazendo a trinca voltar e em alguns casos até mesmo aumentar.

 

 

Foi desta forma que o carro permaneceu por pelo menos 20 dias parado (de 6 a 26 de dezembro de 2019) sem câmbio e sem motor até que o problema fosse solucionado a contento. Esse foi o principal motivo pelo qual o carro ficou tanto tempo estagnado e no próximo artigo demonstrarei passo a passo como foi o conserto da famigerada trinca.

 

É isso ai pessoal, até a próxima!

 

Ricardo Rico
Membro da equipe Avalia Carros, Ricardo Rico é Instrutor de Trânsito formado pelo CEVAT credenciado pelo DETRAN/SP e também é DOV – Despachante Operacional de Voo.

 

Quer saber qual foi o Custo por Quilômetro Rodado do mês de Janeiro de 2020?
Acesse:

Avaliando | Quanto custa manter um Volkswagen GOL CL 1.8?

 

O Avalia Carros é uma iniciativa independente e como tal está aberto às propostas de negociação para parcerias de colaboração e publicidade, caso seja de seu interesse deixe recado nos comentários que entraremos em contato.
Equipe Avalia Carros

 

Rico Avalia

2 thoughts on “Avaliando | Volkswagen GOL CL 1.8 | Por que está tanto tempo parado?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos

Nosso Feed