05/03/2021

carros testados e avaliados

Passamos o Onix Joy 2017 no pente fino
Chevrolet Onix Joy 1.0

 

Tudo começou com uma proposta de emprego que recebi em Dezembro do ano passado para trabalhar na cidade de Belo Horizonte/MG e no dia 20 de janeiro assumi o cargo na empresa. Mas como o meu carro encontrava-se em reforma a solução foi se deslocar entre Belo Horizonte e São Paulo a cada 15 dias de ônibus para visitar a família e assim foi feito. Até que de repente sem aviso prévio tudo mudou, veio a pandemia de COVID 19 para colocar tudo de pernas para o ar e tornar nossas vidas uma loucura. O medo de viajar de ônibus era crescente. A solução encontrada foi ir a São Paulo/SP de carro alugado e desta forma começou o desafio dos 600 km.

 

Condições do teste:

O período de locação foi do dia 11 a 16 de junho, o carro rodou em perímetro urbano nas cidades de São Caetano do Sul/SP e Belo Horizonte/MG com tempo bom e temperatura média em torno de 24ºC e não enfrentou trânsito pesado pois devido a pandemia a rodovia e as ruas destas duas cidades estavam desertas.

 

Test Drive Estendido:

Foram 1.344 km rodados, vamos aos detalhes:

 

Viajando para São Caetano do Sul:

 

> Desta vez sai de Belo Horizonte as 12h30 pelo anel rodoviário. E como eu havia errado a saída para a BR-381 Rodovia Fernão Dias na viagem anterior um colega de trabalho me indicou ainda no anel rodoviário acessar a saída para Brasilia/DF mas apenas para acessar uma via marginal, a Avenida Itaú, e após isso acessar a chamada VIA EXPRESSA, na realidade Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, para posteriormente acessar a Avenida Babita Camargos e após isso acessar a famosa praça da CEMIG já no início da BR-381 evitando bastante o trânsito da Avenida Cardeal Eugênio Pacelli que é a continuação da Avenida Amazonas, acontece que me distrai novamente e quando dei por mim já estava na rodovia BR-040 que liga Belo Horizonte à Brasilia. Percebi logo o erro, mas foi preciso esperar aparecer um túnel de retorno para voltar ao caminho correto. Ao voltar para a via marginal (avenida Itaú) no Anel Rodoviário finalmente acessei a tal VIA EXPRESSA (via esta onde está sendo construída a ARENA MRV, o novo estádio do Atlético Mineiro). Só que não optei por acessar a famosa praça da CEMIG, optei por seguir direto na VIA EXPRESSA de Contagem/MG e acessar a BR-381 já em Betim/MG na altura do Partage Shopping. Posteriormente percebi que a VIA EXPRESSA DE CONTAGEM não é uma boa opção pois o limite de velocidade máxima é menor (60 km/h) tem semáforos e radares para todo lado e ainda dá voltas para sair na BR-381. Com esse caminho diferenciado e com minha distração acabei me atrasando e somente as 13h54min alcancei o primeiro pedágio que fica em Itatiaiuçu/MG no KM 546, ou seja, eu levei 1h24min para chegar neste ponto específico da viagem obedecendo todos os limites de velocidade do trecho. O atraso foi de 17 minutos uma vez que o normal é gastar em torno de 1h07min até este ponto. Após esse primeiro pedágio são mais 7 pedágios até São Caetano do Sul todos na BR-381 Rodovia Fernão Dias sendo todos pertencentes a concessionária Autopista Fernão Dias e todos no valor de R$ 2,40 como esse de Itatiaiuçu.

 

> O 2º pedágio fica em Carmópolis de Minas/MG no KM 596
Passei por ele as 14h24min, ou seja, após 30 minutos depois de passar pelo 1º pedágio
> Na sequência as 14h35min, após 11 minutos da passagem pelo último pedágio, fiz uma parada no GRAAL OLIVEIRA para almoçar. Dessa vez a parada encontrava-se aberta mas ainda deserta. A pandemia fez os ônibus de viagem sumirem, algo bem desolador. Permaneci 43 minutos parado, saindo as 15:18min.
> O 3º pedágio fica em Santo Antonio do Amparo/MG no KM 659
Passei por ele as 15:49min, após 31 minutos depois de sair do GRAAL OLIVEIRA
> O 4º pedágio fica em Carmo da Cachoeira/MG no KM 733
Passei por ele as 16:37min, após 48 minutos depois de passar pelo pedágio anterior
> O 5º pedágio fica em São Gonçalo do Sapucai/MG no KM 804
Passei por ele as 17:20min, após 43 minutos depois de passar pelo pedágio anterior
> Na sequência as 17h43min, após 23 minutos da passagem do último pedágio, fiz uma parada no GRAAL BELA VISTA em São Sebastião da Bela Vista/MG para esticar as pernas e fazer um lanche. Aqui também a parada encontrava-se aberta mas igualmente deserta. Permaneci 20 minutos parado, saindo as 18:03min.
> O 6º pedágio ainda no Estado de Minas Gerais fica em Cambuí no KM 902
Passei por ele as 18:40min, após 37 minutos depois de sair do GRAAL BELA VISTA
> O 7º pedágio este já no Estado de São Paulo fica em Vargem no KM 007
Passei por ele as 19:18min, após 38 minutos depois de passar pelo pedágio anterior
> Por fim, o 8º e último pedágio fica em Mairiporã/SP no KM 066
Passei por ele as 19:54min, após 36 minutos depois de passar pelo pedágio anterior
Cheguei em São Caetano do Sul/SP as 20:43min após 49 minutos depois de passar pelo último pedágio. Totalizando 8 horas e 13 minutos de viagem. Descontando 1 hora e 3 minutos que permaneci parado nos dois pontos de parada a viagem durou 7 horas e 10 minutos. Descontando ainda os 17 minutos perdidos por ter errado novamente o caminho da saída de Belo Horizonte e ter optado por um caminho diferenciado e chegamos ao tempo de 6 horas e 53 minutos. Sai de Belo Horizonte com 21.682 km marcados no odômetro do carro e cheguei com 22.290 km, ou seja, rodei 608 km. Uma média de 85 km/h.

 

Total gasto com pedágio: R$ 19,20

 

Voltando para Belo Horizonte:

 

> Sai de São Caetano do Sul as 5h05min em direção à BR-381 Rodovia Fernão Dias
> Todos os pedágios nessa rodovia pertencem a concessionária Autopista Fernão Dias e são todos no valor de R$ 2,40
> O 1º pedágio fica em Mairiporã/SP no KM 065
Passei por ele as 5:55min, ou seja, após 50 minutos depois de sair de São Caetano do Sul.
> Como ainda estava escuro dessa vez optei por passar direto sem parar no GRAAL MAIRIPORÃ
> O 2º pedágio ainda no Estado de São Paulo fica em Vargem no KM 007
Passei por ele as 6:32min, após 37 minutos depois de passar pelo pedágio anterior
> O 3º pedágio já no Estado de Minas Gerais fica em Cambuí no KM 902
Passei por ele as 7:08min, 36 minutos depois de passar pelo pedágio anterior
> Havia um nevoeiro intenso nesse trecho o que me fez perder o retorno para o GRAAL BELA VISTA, passei por ele sem perceber devido estar concentrado no percurso.
> O 4º pedágio fica em São Gonçalo do Sapucai/MG no KM 804
Passei por ele as 8:04min, após 56 minutos depois de passar pelo pedágio anterior
> Na sequência as 8h15min, após 11 minutos da passagem pelo último pedágio, fiz uma parada em um posto IPIRANGA para esticar as pernas. Permaneci 11 minutos parado, saindo as 8:26min
> O 5º pedágio fica em Carmo da Cachoeira/MG no KM 733
Passei por ele as 9:04min, após 38 minutos depois de sair do posto IPIRANGA
> Na sequência as 9h34min, após 30 minutos da passagem pelo último pedágio, fiz uma parada no GRAAL SHOPPING para esticar as pernas. Permaneci 20 minutos parado, saindo as 9:54min
> O 6º pedágio fica em Santo Antonio do Amparo/MG no KM 659
Passei por ele as 10:13min, após 19 minutos depois de sair do GRAAL SHOPPING
> Na sequência as 10h43min, após 30 minutos da passagem pelo último pedágio, fiz uma parada no GRAAL OLIVEIRA para esticar as pernas, que na volta para Belo Horizonte fica do outro lado da rodovia. Permaneci 3 minutos parado, saindo as 10:46min.
> O 7º pedágio fica em Carmópolis de Minas/MG no KM 596
Passei por ele as 10h57min, 11 minutos depois de sair do GRAAL OLIVEIRA
> O 8º e último pedágio fica em Itatiaiuçu/MG no KM 546
Passei por ele as 11h28min, 31 minutos depois de passar pelo pedágio anterior
Cheguei em Belo Horizonte, no bairro do Ipiranga, as 12:40min, após 1 hora e 12 minutos depois de passar pelo último pedágio. Totalizando 7 horas e 35 minutos de viagem. Descontando os 34 minutos que permaneci parado nos pontos de parada e no posto IPIRANGA a viagem durou 7 horas e 1 minutos. Sai de São Caetano do Sul com 22.398 km marcados no odômetro do carro e cheguei com 23.002 km, ou seja, rodei 604 km. Uma média de 86 km/h.

 

Total gasto com pedágio na volta: R$ 19,20

 

A avaliação do carro em números:

 

Custo efetivo da locação: A locação do veículo ficou em R$ 486,57 sendo 4 diárias de R$ 61,11 cada uma, mais 5 proteções básicas (roubo/furto/colisão/incêndio) de R$ 28,00 cada uma, mais 5 proteções a terceiros de R$ 10,00 cada uma, mais 12% de taxa de aluguel no valor de R$ 52,13. Com combustível foram gastos outros R$ 300,56. Total Geral: R$ 787,13 ou R$ 0,59 por quilômetro rodado uma vez que foram rodados 1.344 km com o carro. Retirei o carro na Localiza com 21.668 km e devolvi com 23.012 km. Veículo de cor branca, grupo C econômico com ar condicionado.

 

Importante deixar um elogio à Localiza, que me concedeu desconto de uma diária, aluguei 5 dias e só paguei 4 diárias. Por conta disso o atendimento na loja Pampulha de Belo Horizonte mereceu nota 9. Nota 9 porque apesar de me atenderem sem eu ter reservado o carro e terem me oferecido desconto de uma diária, o primeiro veículo que me ofereceram, um Hyundai HB20 estava com o pneu traseiro direito murcho denotando uma falta de controle de qualidade na inspeção do carro oferecido ao cliente, ou seja, esse Onix Joy o qual eu realizei a viagem não era a primeira opção de veículo no momento da locação, foi na verdade um quebra-galho, uma segunda opção que continha dois problemas, uma folga na direção que aparecia de vez em quando causando alguns sustos no trânsito e o limpador do vidro traseiro que funcionava mas não limpava o vidro. Não havia pressão suficiente na mola da haste do limpador para que este pudesse limpar o vidro a contento.

 

Pior fez a locadora Movida, no dia e horário combinados para retirada do veículo (esse eu possuía reserva) na loja Pampulha, dia 11 de junho, feriado de Corpus Christi, as 8h00 da manhã, a fila para retirada do veículo saía de dentro de loja e ia até a calçada do lado de fora, algo como uns 25 clientes aguardando serem atendidos para retirada de seus veículos reservados, achei aquilo um absurdo, aquela aglomeração em plena pandemia. Nem entrei na fila, da própria calçada da locadora Movida eu avistei a loja da Localiza aberta que fica no quarteirão seguinte e com poucos passos alcancei a loja da Localiza com apenas 3 pessoas na fila de espera. Nem pensei duas vezes em voltar a locar com a Localiza. Nota zero para a Movida neste episódio.

 

Consumo efetivo apurado: Na saída com o carro decidi não conferir o abastecimento efetuado pela locadora pois o marcador digital de combustível no painel de instrumentos acusava que o tanque do carro ainda estava cheio, preferi confiar na informação.

 

No dia seguinte a minha chegada em São Caetano do Sul, dia 12 de junho, dia dos namorados, parei para abastecer e entraram 49,5 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 138,52 com o etanol a R$ 2,799 o litro. Decidi pelo etanol porque já havia ficado mais que comprovado em Test Drive Estendido anterior (veja no final desta avaliação) que o carro cumpre com louvor os 600 km que separam São Caetano do Sul de Belo Horizonte sem precisar abastecer. A quilometragem no momento do abastecimento era de 22.292 km, ou seja, eu rodei 624 km com o que tinha dentro do tanque (que nunca sabemos o que tem dentro quando pegamos o carro na locadora porque ele já vem com tanque cheio), ainda assim a média foi de 12,6 km/l em percurso 1090-M (10% na cidade com limite máximo de velocidade de 60 km/h e 90% em rodovia com limite máximo de velocidade variável, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo)

 

No domingo dia 14 de junho, 3 dias depois da chegada em São Caetano do Sul parei para abastecer novamente e entraram 11,5 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 32,16 com o etanol a R$ 2,799 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 22.393 km, ou seja, eu rodei 101,6 km com a etanol que coloquei no tanque de combustível anteriormente e a média foi de 8,8 km/l em percurso 100-M (100% na cidade com limite máximo de velocidade de 60 km/h, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo). CQR = Custo por Quilômetro Rodado com etanol rodando na cidade: R$ 0,32

 

Na devolução do carro já em Belo Horizonte, no dia 16 de junho, entraram 50 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 129,88 com o etanol a R$ 2,597 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 23.012 km, ou seja, eu rodei 618 km com o etanol que coloquei no tanque de combustível em São Caetano do Sul e a média foi de 12,4 km/l em percurso 1090-M (10% na cidade com limite máximo de velocidade de 60 km/h e 90% em rodovia com limite máximo de velocidade variável, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo). CQR = Custo por Quilômetro Rodado com etanol rodando 90% em rodovia: R$ 0,23

 

E o cálculo total do consumo ficou assim então: rodei 1.344 km em percurso único 1090-M e o carro consumiu 111 litros de combustível, uma média de 12,1 km/l (custo de R$ 0,22 por quilômetro rodado com combustível)

 

Não foi preciso escolher com qual combustível abastecer o carro no momento da devolução à locadora, afinal o carro era flex e nesse caso não há o que pensar, a regra é abastecer sempre com o combustível mais barato pois quem irá utilizá-lo será o próximo locatário.

 

O consumo segundo o INMETRO: Para o INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, esse é um veículo de índice A na Comparação Relativa na Categoria e na Comparação Absoluta Geral é índice B, ou seja, para o INMETRO ele é um veículo eficiente do ponto de vista do consumo de energia.

Consumo de 8,8 km/l na cidade e 10,3 km/l na rodovia para etanol

Consumo de 12,8 km/l na cidade e 14,7 km/l na rodovia para gasolina

Este veículo possui o selo CONPET de eficiência energética. Para consulta, clique aqui

Tabela de consumo do INMETRO 2020 completa e atualizada.
Clique aqui para consultar.

 

Custo total geral:
> Pedágios: R$ 38,40
> Locação: R$ 486,57
> Combustível: R$ 300,56
> Custo total: R$ 825,53 que divididos pela quilometragem total rodada: 1.344 km perfaz o total de R$ 0,61 por KM Rodado.

 

Isto comprova o que sempre escrevemos aqui: “carro é feito para ser utilizado” e não ficar guardado na garagem (consulte o artigo na íntegra clicando aqui) , o custo da locação ficou salgado em compensação a quilometragem rodada fez o Custo por Quilômetro Rodado cair para um valor que só se consegue andando de moto. É o chamado Custo x Benefício (consulte o artigo na íntegra clicando aqui) se o custo é alto mas o benefício é grande o valor cai. Eu tenho uma motoneta Honda Lead 110 a qual o Custo por Quilômetro Rodado é de R$ 0,69 (sessenta e nove centavos por KM rodado) 8 centavos a mais que o Custo por Quilômetro Rodado obtido nesta locação.
Confira os custos por KM rodado da minha Honda Lead 110 clicando aqui

 

Desafio dos 600 km

 

O Onix Joy foi aprovado no desafio dos 600 km com louvor, sendo capaz de rodar mais de 600 km seja com etanol, seja com gasolina ou a mistura dos dois em qualquer proporção. Apesar de na ida para São Caetano do Sul e na volta para Belo Horizonte ele abrir a reserva ao chegar em ambas as cidades, no momento do abastecimento ainda continha 4 litros de combustível no tanque uma vez que o tanque do Onix Joy tem capacidade para 54 litros e entraram 49,5 litros em São Caetano do Sul e 50 litros em Belo Horizonte. Este desempenho só foi possível graças ao câmbio de 6 marchas do Onix que mantem a rotação do motor em torno de 3.200 rpm a uma velocidade média de 110 km/h que é o limite de velocidade máxima na maior parte do trecho da viagem. Ponto positivo para o Onix Joy, mesmo sabendo que ele possui um motor de 4 cilindros ultrapassado em relação aos motores modernos de 3 cilindros em linha dos carros atuais. Com esse carro foi batido o recorde de autonomia rodando com etanol: 618 km com 50 litros ou 12,4 km/l. Lembrando que segundo o INMETRO o consumo de etanol é de 10,3 km/l na rodovia.

 

Quer saber mais detalhes sobre o carro?
Acesse o vídeo com a ficha técnica:

 

E assim termina esta avaliação.

 

Ricardo Rico
Membro da equipe Avalia Carros, Ricardo Rico é Instrutor de Trânsito formado pelo CEVAT credenciado pelo DETRAN/SP e também é DOV – Despachante Operacional de Voo.

 

Este carro já foi testado anteriormente. Quer saber como foi a avaliação anterior?
Acesse:

Avaliação | Onix Joy | Test Drive Estendido

 

O Avalia Carros é uma iniciativa independente e como tal está aberto às propostas de negociação para parcerias de colaboração e publicidade, caso seja de seu interesse deixe recado nos comentários que entraremos em contato.
Equipe Avalia Carros

 

Rico Avalia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos

Nosso Feed