08/08/2022

carros testados e avaliados

Avaliação do Gol CL 1.8 1989
Volkswagen GOL CL 1.8 1989

 

No fechamento das contas do mês de Junho, um evento inédito aconteceu: pela primeira vez desde que recebemos o carro em doação em 1 de Setembro de 2019 o gasto com gasolina foi maior que o gasto com manutenção, sinal de que os gastos com a reforma estão finalmente diminuindo e agora o carro está sendo aproveitado. Isto é o benefício começando a superar o custo na relação Custo x Benefício do veículo. O gasto total com gasolina no mês alcançou o patamar de R$ 1.035,17 enquanto o gasto com manutenção ficou em R$ 924,48 ainda alto e continuando a ser de longe o maior custo com o carro. Apesar de ter sido apenas o segundo maior gasto do mês, percentualmente o custo total com manutenção subiu, saindo de 57,3% para atuais 70,3%. Em Junho também ultrapassamos o valor do carro em R$ 10.701,73 uma vez que o custo total com manutenção alcançou o patamar de R$ 16.965,94 + R$ 732,79 (que é o montante que deixei de ganhar se o valor gasto com manutenção estivesse aplicado, neste caso, na poupança) e o carro vale R$ 6.997,00 segundo a tabela FIPE. Resumindo, não há como vender o carro pelo valor de tabela pois haverá um grande prejuízo, demonstrando que não vale a pena reformar um veículo antigo se este não for de um grande valor histórico ou sentimental. Para consultar os gastos detalhados do mês, clique aqui

 

Apesar do aumento do gasto com combustível, o Custo por Quilômetro Rodado melhorou muito, diminuindo consideravelmente os seus valores nos 3 parâmetros de medição, confira:

 

Fechamento do mês de Junho/2022:
R$ 0,42 por km rodado para CQRM ¹
R$ 11,03 por km rodado para CQRE ²
R$ 13,15 por km rodado para CQRG ³
Você pode acessar o detalhamento dos cálculos clicando aqui

 

¹ CQRM – Esse é o Custo por Quilômetro Rodado Mínimo que contempla apenas a desvalorização do veículo e os gastos fixos, ou seja, todas as despesas que você terá independente da utilização ou não do veículo somados ao Custo de Oportunidade. Como “gastos fixos” subentende-se os gastos anuais que todo proprietário de veículo tem: Licenciamento, IPVA, Seguro Obrigatório, ou seja, toda a documentação exigida para a circulação regular do veículo. Esses são gastos que todo mundo tem, não há como fugir deles. Entretanto aqui já começam as regras do Custo x Benefício pois nem sempre quem terá um gasto maior terá necessariamente um Custo por Quilômetro Rodado maior, na verdade o que irá determinar o custo é o quanto você roda com o veículo (benefício), afinal quanto mais se roda com o veículo mais se diluem os gastos fixos. Este é o tipo de custo que serve para qualquer veículo semelhante ao que está sendo analisado e avaliado.

 

² CQRE – Esse é o Custo por Quilômetro Rodado Efetivo que inclui além da desvalorização do veículo e os gastos fixos do CQRM, os gastos com combustível e manutenção, gastos esses que dependem diretamente da utilização do veículo novamente somados ao Custo de Oportunidade. Aqui é o quanto se gasta para rodar com o veículo: gasolina, etanol, óleo lubrificante, pneu, freios, revisões em geral, entre outros. Esse é o tipo de gasto que vai depender do uso que se faz do veículo, quem roda mais terá um gasto maior, quem roda menos terá um gasto menor. Esses são tipos de gastos que todo proprietário tem também, mas não são iguais porque existem proprietários de veículos que vão optar por rodar com gasolina, outros vão optar por rodar com etanol se o carro tiver motor flexível, outros diesel, enfim, esse custo é uma ótima referência de quanto se gasta com esses itens mas não são os mesmos gastos que todo veículo igual ou semelhante terá, ou seja, serve de referência apenas se o combustível utilizado for o mesmo, os preços praticados forem semelhantes e sobretudo se o veículo em questão rodar a mesma quantidade de quilômetros que o carro que está sendo analisado ou avaliado rodar também.

 

³ CQRG – Esse é o Custo por Quilômetro Rodado Global que inclui além da desvalorização do veículo e os gastos fixos do CQRM, os gastos com combustível e manutenção do CQRE e os gastos extras e ou específicos que dependem ou não da utilização direta do veículo mais o Custo de Oportunidade. Aqui incluem-se aqueles gastos bem específicos que vão variar de proprietário para proprietário, por exemplo: aqui entra o custo do seguro do veículo e nem todo proprietário contrata seguro do veículo, aqui entram os gastos com multas, colisões, estacionamentos, pedágios e não é todo proprietário de veículo que tem esse tipo de gasto, ou se os tem não são iguais em valores, ou seja, este último custo é bem específico do carro que está sendo analisado não valendo para outros veículos semelhantes.
Saiba mais clicando aqui

 

Bônus:

No mês de seu 42º aniversário o GOL consegue outra façanha histórica: aumento de 727% no número de vendas. Para saber mais, acesse clicando aqui

 

E olha só, o pessoal do canal Opinião Sincera também adquiriu um Gol quadrado para ser reformado, confira no segundo vídeo da saga abaixo:

 

 

É isso ai pessoal, até a próxima!

 

Ricardo Rico
Membro da equipe Avalia Carros, Ricardo Rico é Instrutor de Trânsito formado pelo CEVAT credenciado pelo DETRAN/SP e também é DOV – Despachante Operacional de Voo.

 

Quer saber qual foi o Custo por Quilômetro Rodado do mês anterior?
Acesse:

Avaliando | Quanto custou manter um GOL CL 1.8 em Maio de 2022

 

O Avalia Carros é uma iniciativa independente e como tal está aberto às propostas de negociação para parcerias de colaboração e publicidade, caso seja de seu interesse deixe recado nos comentários que entraremos em contato.
Equipe Avalia Carros

 

Rico Avalia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Arquivos

Nosso Feed