19/09/2019

carros testados e avaliados

Aluguei um Ford KA 1.0 SE FLEX 5 portas com câmbio manual!

 

E o resultado foi este:  (Este automóvel já foi avaliado anteriormente por mim, as alterações com relação à locação anterior estão destacadas em itálico)

 

Posição de dirigir: O carro não tinha banco de couro e nem era com ajuste elétrico, entretanto acomoda bem o corpo. Os instrumentos são bem claros, mostram bem as principais funções e tem ajuste de intensidade de brilho. O volante tem um bom tamanho, não é pequeno e nem grande, no tamanho certo. No geral, a posição de dirigir é muito boa, eu gostei bastante.

 

Direção: A direção hidráulica é na verdade eletro-hidráulica e permite uma condução muito segura, é mole apenas quando necessária, em manobras e à baixa velocidade.

 

Espaço Interno: Usei apenas para passear com filha e esposa, nessas condições, sobrou espaço.

 

Conforto: Tem um bom acabamento. O Ar Condicionado é eficiente.

 

Suspensão: Boa. A suspensão é muito silenciosa.

 

Motor: Parece estar bem dimensionado para o carro, é silencioso mesmo quando exigido a pleno, bem ágil e esperto. O que me  surpreendeu. Subidas em baixa rotação e com marcha superior à requisitada com “batida” de válvulas e mais lento que uma lesma? Esquece. O motor é valente, algo melhor que um 1.4, quase um 1.6 em termos de performance, mesmo sendo apenas 1.0

 

Câmbio: A relação é boa, as marchas são bem escalonadas além de suficientes para a atender a proposta do carro.

 

Pontos Negativos: A unidade avaliada não fechava os vidros ao se acionar o alarme, ou você se encarregava de fechar todos os vidros do carro ou ficavam abertos após o acionamento do alarme. A alavanca de regulagem no encosto dos bancos dianteiros é o mesmo sistema do Uno Vivace, uma alavanca em formato de vírgula invertida pequena e escondida e há a necessidade de se desencostar do encosto para regulagem em posição mais alta ou acionar a tal vírgula e empurrar o banco com as costas para uma posição mais baixa. Desta vez gastei R$ 54,55 com o etanol a R$ 2,099 o litro – custo de R$ 0,251 por quilômetro rodado. Rodei 217km com 26 litros de combustível com ar condicionado “a pleno vapor” e a média ficou em 8,3 km/l em uso misto 70% cidade, 30% estrada com 3 pessoas a bordo em 90% do tempo, ou seja, o veículo continua com o consumo fora do valor mínimo da tabela oficial de consumo do INMETRO – 8,9km/l na cidade e 10,4km/l na estrada para etanol, como podemos observar no final deste artigo. Creio que estes valores obtidos pelo INMETRO são referentes a consumo com apenas o motorista a bordo sem passageiros, isso explicaria o consumo mais alto apurado no meu caso.

 

Ponto Positivo: Mesmo sendo um carro de câmbio manual faz-se necessário pisar na embreagem para se conseguir dar a partida no motor, isso evita aqueles sustos do carro pular à frente quando por distração se dá partida com ele engatado.

 

Considerações Finais: No geral o carro é muito bom principalmente para se locomover nas grandes cidades, o carro demonstrou-se ágil e esperto no trânsito mesmo com apenas 2205 km rodados.

 
Custo efetivo da locação: Dessa vez a locação do veículo ficou em R$ 179,81 sendo duas diárias de R$ 56,73 mais duas proteções básicas de R$ 25,00 cada uma mais 10% de taxa de administração. Com combustível foram gastos outros R$ 54,55. Como despesa extra eu gastei R$ 4,00 de gorjeta a um frentista que deu uma ducha no carro mais R$ 6,00 de estacionamento em um shopping e mais R$ 3,20 de pedágio na Rodovia Ayrton Senna. Total Geral: R$ 247,56 ou R$ 1,14 por quilômetro rodado.

 

Uma curiosidade: O carro que eu aluguei desta vez é exatamente o mesmo que eu havia locado em junho (mesma placa) com uma diferença, naquela oportunidade ele estava com 212 km rodados e dessa vez estava com 2.205 km rodados, ou seja, entre a primeira e esta nova locação de agora o carro rodou 1.993 km na “mão” de outros locatários.

  

 A pergunta crucial: Independente de preço ou poder aquisitivo, você compraria este carro? Apenas para uso urbano no dia a dia e para locomoção em grandes cidades sim, eu compraria.

 

Para o INMETRO  esse é um veículo de índice A na “Comparação Relativa na Categoria” e na “Comparação Absoluta Geral” é índice A também, ou seja, para o INMETRO ele é um veículo eficiente o ponto de vista do consumo de energia.

Consumo de 8,9 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada para etanol

Consumo de 13,0 km/l na cidade e 15,1 km/l na estrada para gasolina

Este veículo possui o selo CONPET de eficiência energética.

Tabela de consumo do Inmetro 2016 atualizada em 04/10/2016, clique aqui

 

Ricardo Rico

 

Este veículo já foi avaliado anteriormente quando estava com apenas 212km, para acessar a avaliação anterior clique abaixo:

Avaliando o Ford KA 1.0 SE FLEX | 212 km

 

Rico Avalia

2 thoughts on “Avaliando o Ford KA 1.0 SE FLEX | 2205 km”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos

Nosso Feed