22/07/2019

carros testados e avaliados

Beleza galera!

 

Nesta parte descrevo mais detalhes como foi alugar uma Mercedes-Benz e suas características gerais, principalmente motor e câmbio.

 

AVALIAÇÃO

Motorização e câmbio

Quando peguei o carro na locadora a coisa que mais me chamou a atenção deste motor turbo é a suavidade de funcionamento. No uso pacífico é extremamente agradável e praticamente não há retardo da turbina (turbo LAG) na condução.

Neste momento você deve estar pensando: Mas esses 156 cv são suficientes para 1,5 toneladas?

Sim!

Quando provocado o câmbio retrocede várias marchas e colocam o motor numa faixa de giro que melhor utiliza o torque e potência. Basicamente ao afundar o pé no acelerador ele se comporta como se estivesse no modo “Sport” pelo período que o pedal ficar pressionado. Mais adiante abordarei o assunto do “Dynamic Mode”.

Nota do autor: O pedal de acelerador estilo Fusca é bizarro!

 

O câmbio possui 7 marchas modelo 7G-TRONIC PLUS, mas se tivesse 5 já estaria ótimo. Na verdade depois da 4 marcha o que temos é o famoso “Overdrive” para economizar combustível. Esta característica faz dele um carro bem econômico, dadas as devidas proporções.

A única coisa que incomodou é a lentidão em trocas de marchas quando se exige um pouco mais de esportividade do carro.

As trocas de marchas respondem conforme o modo de condução e o seletor “Dynamic Mode”. Além disso é possível fazer trocas pelas aletas no volante, que por sinal também tem respostas lentas.

 

Agora falando do “Dynamic Mode”, basicamente ele muda o comportamento de câmbio + motor conforme seleção.

 

–> Eco: Neste modo é possível ter o melhor consumo de combustível. As trocas de marchas são mais lentas, e isso gera o famoso solavanco a cada troca.

 

–> Confort: Neste modo é possível ter boa relação entre consumo e conforto. As trocas de marchas são mais rápidas e os solavancos nas trocas ficam imperceptíveis. Esta é a configuração padrão do carro ao ligar.

 

–> Sport: Neste modo a direção fica um pouco mais rígida e as trocas de marchas ocorrem próximo ou já no limite de giro do motor. As trocas são rápidas de forma ascendente e descendente. Neste modo ainda é possível utilizar o Star/Stop, e para veículos equipados com suspensão a ar, a calibragem fica mais rígida para ter menos rolagem da carroceria.

 

–> Sport+: Neste modo a função Start/Stop é desativada, e há menos babá eletrônica para o condutor. Num teste que fiz numa arrancada, as rodas traseiras patinaram, o que indica que o controle de tração fica desligado.

 

–> Individual: Neste modo você escolhe o setup de comportamento do carro.

 

Sobre o sistema Start/Stop, é algo muito funcional na economia de combustível e não afeta em nada a condução do veículo. O problema é que só funciona se a função ar condicionado (botão AC do console central) estiver desligada.

Esta função Start/Stop é ativada ou desativada manualmente num botão no console ao lado do botão “Dynamic”, e é representado pela letra “A”.

–> Quando a função está ligada, ele aparece como a letra “A” em verde na tela TFT entre os mostradores de velocidade e RPM.

–> Quando está desligada esta letra some da tela.

–> Quando o ar condicionado está ligado aparece a letra “A” em amarelo e com um risco transversal, informando que a função não será aplicada.

 

Mercedes-Benz C180 – Start/Stop On

Mercedes-Benz C180 – Start/Stop Off

 

Em breve continuaremos com esta matéria recheada de conteúdo.

 

Grande abraço!
Eder Matias

 

Para quem perdeu a terceira parte da avaliação da Mercedes-Benz, segue o link:

–> Avaliando Mercedes-Benz C 180 – Sedan 1.6 Turbo 2015/2016 – Exclusive – Parte 03

 

Eder Avalia

4 thoughts on “Avaliando Mercedes-Benz C 180 – Sedan 1.6 Turbo 2015/2016 – Exclusive – Parte 04”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos

Nosso Feed